Close

No Sepultamento do Presidente Tancredo Neves

Cemitério da Ordem Terceira, de São Francisco de Assis,
São João d’el-Rei, MG, 24 de abril de 1985

O Brasil te conheceu, Minas Gerais, em dias de glória. Em dias de festa, em que os sinos de tuas centenárias catedrais repicavam em alegrias.

O Brasil te conhece pelo sangue de teus mártires e pela tua paixão da liberdade.

Hoje é um instante diferente. Nesta noite fria, dobram os sinos em silêncio e em finados. O Brasil entrega a Minas Gerais, nesta santa terra de São João d’el-Rei, a relíquia do corpo de um dos maiores homens de sua história. A sua alma, liberta da vida, neste instante, flutua na eternidade. Perante Deus ela não chegará só. Ela irá acompanhada de brasileiros que ontem partiram, na Praça da Liberdade, num simbolismo trágico, como anjos do povo, acompanhando Tancredo Neves no caminho da morte. Deixa Tancredo Neves para esta Nação um grande legado. Deixa o legado da dignidade na vida pública. Deixa o legado do amor ao povo. Deixa o legado da tolerância, deixa o legado da con- ciliação e deixa o legado da grandeza na vida pública.

Nós saberemos honrá-lo. O seu compromisso, já o disse, será o nosso compromisso. A sua promessa será a nossa promessa. O seu sonho será o nosso sonho.

Tancredo Neves será, sem dúvida, nos momentos e nas encruzilhadas de dificulda- des, inspiração. E será força. Porque neste país, em nenhum instante de sua história, tantas esperanças se somaram a tantas dificuldades.

Neste momento, em sua honra e em sua memória, diante deles, como Presidente deste país, eu penso nos pobres, penso nos humildes, penso nos que sofrem, penso nos que estão sedentos de justiça. E é desse pensamento que nós vamos extrair o barro de construção e da construção da Nova República.

Tancredo Neves, em nome do povo brasileiro, adeus, até sempre, saudade.

JS

%d blogueiros gostam disto: